Turismo

Veu de Noiva Cachoeira Véu de Noiva em Chapada dos Guimarães/MT (Foto: Luiz GoiAlguns dias de folga  ou férias, nesta época do ano muita gente está com tempo livre para viajar, conhecer novos lugares e sair da rotina. O turismo regional é uma opção para quem não quer gastar muito e curtir bons momentos contemplando a natureza e se divertir com a família e amigos.
Mato Grosso tem muitas belezas naturais que atraem turistas de todos os lugares do mundo. Apesar de estar no período de alta temporada, as pousadas e hotéis das regiões turísticas do Estado estão com vagas para atender os turistas que decidirem viajar em última hora.
Os paredões de arenito vermelho-alaranjado dão as boas vindas aos visitantes da cidade de Chapada dos Guimarães, que fica a 69 km da de Cuiabá. Porta de entrada do Parque Nacional, o município leva o mesmo nome da reserva oferecendo pousadas, restaurantes e uma praça (onde fica a igreja de Santana) que, nos finais de semana, funciona como feira de artesanato durante o dia e ponto de encontro dos visitantes quando à noite.
A Chapada é um dos locais mais visitados do Estado e tem opções de passeio para todos os tipos de público.
A agente de turismo, Marie do Carmo Martins, disse que uma alternativa para as pais que tem filhos pequenos é visitar a Cachoeira dos Namorados, o percurso da trilha é pequeno, cerca de 1 km e pode ser feito tranquilamente porque o terreno não é íngreme.
Já para os adultos a opção é a Caverna Aroe Jari ou Montanha das Almas é um dos passeios mais bonitos, onde o turista visita a gigantesca gruta de arenito de 1.550 metros de extensão e é considerada a  maior do Brasil. O acesso é por trilha, uma caminhada de 8 Km, que dura em média 4 horas. O turista poderá contemplar um lugar maravilhoso, com uma beleza pura e muita tranquilidade.
Ao lado da Caverna Aroe Jari foi aberto este mês para visitação de um sítio, que fica há 45 km de Chapada dos Guimarães, onde o turista poderá contemplar 12 cachoeiras. Um local novo e rico em belezas naturais, conta a agente de turismo.
Apesar da região do Pantanal estar em período de baixa temporada por causa das chuvas e dos mosquitos. O turista que deseja visitar o local poderá usufruir de boas pousadas que ficam mais perto do município de Poconé, já nas regiões mais distantes da cidade devem ser evitadas porque o trânsito de veículo está comprometido devido a estrutura de pontes e o grande número de insetos.
Outro município turístico no Estado é Jaciara, que tem o Parque Cachoeira da Fumaça, localizado à 8 km da cidade.
O balneário é um lugar para se divertir, aventurar, relaxar, descansar e renovar as energias. No local os visitantes poderão conhecer a Cachoeira dos Namorados, a Cachoeira dos Hippies e a Gruta de Pedras.
Nobres, cidade que fica há 146 km da capital, também é um excelente destino para os amantes da natureza. No distrito Bom Jardim há muitas áreas de desovas de peixes e com a água cristalina, facilita encontrar os animais marinhos jovens, bem pequenos ou grandes, fazendo o mergulho. Os visitantes poderão contemplar vários locais como Balneário Estivado, Lagoa Salabão, Reino Encantado, Rio Triste, Cachoeira da Serra Azul e Lagoa das Araras.
Mas a agente de turismo explica a estrutura de hotelaria na cidade ainda é carente, o ideal para o turista é fazer o “day use”. Em apenas um dia é possível conhecer e aproveitar as belezas naturais do local.
Dicas para os viajantes
Roupas Adequadas: – Roupas leves, camisetas, bermudas, calçado firme no pé para caminhadas, e que possa ser molhado, capa de chuva (de outubro a maio), agasalho (sempre esfria à noite, principalmente de maio a setembro), uma pequena mochila para lanche e água durante as caminhadas, binóculos, máquinas fotográficas sempre são bem vindos, um boné ou chapéu, meias absorventes e grossas p/ não dar bolhas nos pés.
Vacinas – Para vir à Chapada dos Guimarães, não é preciso nenhuma vacina, apenas para quem vai para a região amazônica de Mato Grosso deverá providenciar a vacina anti-amarílica (febre amarela). Recomenda-se atualizar a vacinação anti-tetânica, e a vacinação anti-hepatite “B” apenas para quem vá para a região amazônica. Todas as vacinas do Calendário Nacional estão disponíveis nos Postos de Saúde da cidade. Na Chapada não há malária ou qualquer outra doença transmitida por mosquitos.
Mosquitos – Apenas no amanhecer e entardecer há próximo aos cursos de água a ocorrência do mosquito “pólvora”, também chamado de “porvinha”. Recomendamos o uso de repelentes apenas para as pessoas alérgicas, mas ficam proibidas de tomarem banho em cachoeiras, principalmente dentro do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães.
Protetores Solares- O sol, principalmente no período da seca (maio à setembro), é forte, recomendamos o uso, sobretudo nas excursões com trechos de caminhadas, mas o IBAMA também exige que não se permita o banho em cachoeiras usando protetores solares, bronzeadores e óleos.


Fonte: ecodaserra

Prefeitura de Chapada dos Guimarães