Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães

Você está aqui:

Quarta, 06 Novembro 2019 16:20

SAAE - CG providencia solução emergencial para o problema de abastecimento de água em Chapada dos Guimarães

WhatsApp Image 2019 11 06 at 12.37.35A Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães/MT requereu que a Secretaria de Estado de Infraestrutura adote as providências cabíveis em relação ao laudo elaborado pela empresa Hidroforte Bombas e Motores Ltda a respeito da manutenção corretiva da bomba HIGRA R4-360/400B S.5841 que operava na captação e distribuição de água denominada de “Zelito”.
O laudo (proposta) da Hidroforte, que é a única empresa credenciada para manutenção da bomba, tenta afastar a responsabilidade da fabricante sob o argumento de que não houve sua manutenção preventiva, diante da ausência de conferência anual do nível de água do motor. No entanto, o requerimento formulado pela Prefeitura aponta que ao receber o conjunto de bombas dessa nova captação de água o manual fornecido ao SAAE-CG não constou qualquer menção a necessidade de conferência anual do nível de água do motor, o que afasta a alegação da empresa de que tal obrigação constava do manual.
No documento elaborado pela Prefeitura foi afirmado que a mencionada bomba apresentou defeito logo após o início de operação da captação, ou seja, em fevereiro/2018, oportunidade em que foi levada a manutenção, tendo sido devolvida em maio/2018 e logo em seguida apresentou novo defeito e foi novamente a conserto, tendo retornado em julho/2018, vindo a parar em junho/2019. Em outras palavras, quando do defeito apresentado em junho/2019 sequer tinha 01 (um) ano que a bomba saiu da manutenção, ou seja, ainda que constasse no manual a obrigação de conferência anual do nível de água, sequer transcorreu o período necessário para tanto.
Segundo o Procurador Geral do Município essa bomba já veio com defeito de fabricação, apresentou constantes problemas e cada manutenção gera um custo médio de R$ 75.000,00 e, por essa razão, essas empresas que são sediadas em outros Estados tentam empurrar a responsabilidade para o SAAE-CG para fugir da garantia, sabendo que quando essa bomba estraga é a população chapadense que sofre e cobra uma solução da Prefeitura. “Na data de ontem protocolamos um requerimento junto a SINFRA solicitando, em caráter de urgência, cópia de todos os documentos que tenham relação com aquisição dessa bomba, em especial os encaminhamentos para manutenção, para que ajuizemos uma Ação Civil Pública para que essas empresa, que não tem qualquer preocupação com o sofrimento do povo chapadense, forneçam uma nova bomba e ainda indenize toda a população que teve problemas com abastecimento de água”, finalizou o Procurador.
Enquanto isso, o Diretor Geral do SAAE-CG já está providenciado o pagamento pelo conserto da bomba que é a solução mais rápida para o problema de abastecimento de água na Chapada.

Prefeitura de Chapada dos Guimarães