Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães

Você está aqui:

Notícias em Geral

Notícias em Geral

Turismo 1Na tarde do último dia 06/11 (terça feira), aconteceu uma reunião com representantes da Instância de Governança Regional Circuito das Águas nas dependências da Fundação de Cultura e Turismo de Rosário Oeste - FUNCULTUR.

Os municípios que fazem parte da regionalização são: Rosário Oeste, Nobres, Diamantino, São José do Rio Claro, Nortelândia, Nova Brasilândia, Jangada e Chapada dos Guimarães MT.

O objetivo desta reunião foi tratar da criação, formalidade e aprovação do Estatuto da  ATURCIRA - Associação Turística da Região do Circuito das Águas.

Marcaram presença nesta reunião representantes dos municípios de Chapada dos Guimarães (Jorge  Defanti), Nobres (Turismóloga Dahiana Ferlim), Diamantino (Williomar Siqueira), Jangada (Valdizar -Empresário) e o representante de Rosário Oeste  Turismólogo Uller Roma.

Após a leitura e debate do Estatuto da Associação, foi lavrado a ata e decidido que na próxima reunião em Cuiabá, dia 14/11, o Estatuto será aprovado e assinado pelos presentes, para a criação desta associação; formalidade que é exigida pelo Ministério do Turismo.

O Presidente da Funcultur Uller Roma, disse que todos os envolvidos estão empolgados com a criação desta associação. Disse ainda que juntos somos fortes e os benefícios da criação dessa nova entidade serão voltados para os 08 municípios que fazem parte deste circuito.

Fonte: Prefeitura Municipal de Rosário Oeste

Após licença de um mês, Thelma de Oliveira assume a prefeitura de Chapada

A prefeita de Chapada dos Guimarães, Thelma de Oliveira, tomou posse na última segunda-feira (9), após licença para tratar de interesses particulares. Durante a solenidade de posse o vice-prefeito, Osmar Froner de Melo, agradeceu o apoio de toda a equipe e disse estar satisfeito com o trabalho realizado neste período em que assumiu a prefeitura. “Foi uma honra realizar este trabalho, que é um trabalho duro, mas não se deve desanimar”, afirmou o vice-prefeito, ressaltando mais uma vez o compromisso de sempre estar ao lado da prefeita.

A prefeita Thelma de Oliveira agradeceu ao vice-prefeito e a todos que colaboraram para que os trabalhos fossem realizados com esmero.  Lembrou que diferente de outros governos foi quebrado o ciclo que havia em Chapada de o vice sempre tentar tomar o lugar do prefeito. E que isso demonstra o quanto temos um governo maduro. Ela ressaltou, também, os muitos problemas que a cidade ainda enfrenta em diversas áreas, destacando que conta com o apoio de todos, já que a prefeitura terá trabalho dobrado até o final do ano..

O prefeito de Chapada dos Guimarães se reuniu nesta quarta-feira (12) pela manhã, com representantes dos taxistas atuantes no município, para tratar sobre o cumprimento da Lei municipal 1.389/2010 que trata da “Regulamentação das atividades dos serviços de taxi dentro do território do município de Chapada”.

Diversos assuntos foram abordados, tais como: Presença de taxis de Cuiabá captando usuários na rodoviária, alvarás, regularização dos taxis e moto taxis.

O intuito dessa reunião foi de sanar dúvidas e  projetar ações para que seja cumprida a Lei 1.389/2010 e que esses trabalhadores se organizem melhor,  conseguindo assim melhores condições de trabalho.

O prefeito Osmar Froner de Melo ressaltou que dará total apoio à classe dos taxistas para que possam aperfeiçoar a qualidade de seus serviços, e atender a contento os turistas e a população chapadense.

41517436 1897840603846174 2874483390575280128 nNa última semana começou em Chapada dos Guimarães a limpeza preventiva do “Parque da Quinera”. Seis focos de incêndio foram encontrados só este ano na região. Esta é uma ação realizada pelo Comdema (Conselho de Desenvolvimento e Meio Ambiente de Chapada dos Guimarães), Secretaria de Municipal de Meio Ambiente, ICMBIO e Corpo de Bombeiros.
O Corpo de Bombeiros, além colaborar na limpeza, tem realizado palestras nas escolas da região sobre primeiro socorros e queimadas.
O período proibitivo de uso do fogo em Mato Grosso começou em 15.07 e vai até o dia 15 de outubro segundo Decreto 1586 de 17/07/2018.
Para quem desrespeitar a proibição, é bom lembrar que praticar queimadas é crime com pena prevista de 6 meses a 4 anos de prisão e multas que variam de R$ 1.000 a R$ 7.500 por hectare e possível embargo da área. Nas áreas urbanas, promover queimada é crime o ano inteiro.
A determinação visa coibir os incêndios que, nesta época do ano, acarretam em danos para biodiversidade, clima, para a própria agricultura e à saúde humana.
Nesta época do ano devido ao calor, baixa umidade do ar e a incidência de ventos, pequenas proporções de chamas se tornam rapidamente uma grande queimada, por isso é extremamente proibido colocar fogo em lixos, restos de madeiras, ou qualquer material que a pessoa deseja se desfazer.

Como evitar queimadas?
- Não queime o lixo e faça o descarte no lugar certo
- Não jogue cigarro próximo à vegetação
- Não faça fogueira em áreas verdes
- Não solte balões
- Procure outros métodos para limpeza de terreno e renovação de pastagem.
- Em caso de incêndio, é importante que um rápido combate seja feito se a pessoa for capacitada.
O Corpo de Bombeiros alerta para os cuidados que a população deve tomar para que pequenas fogueiras, não provoquem grandes incêndios que a cada ano destroem grandes áreas de vegetação e florestas.
As denúncias de queimada indevida na zona rural/urbaana podem ser feitas para o 190 (PM).
Já a irregularidade em área urbana, onde o uso do fogo é proibido durante todo ano, deve ser denunciada junto ao município pelo número: 3313-1570 ou 190.

foto: acesso livre no google imagens

WhatsApp Image 2018 08 30 at 09.38.38Proposta foi apresentada no fechamento da campanha Agosto Lilás, durante Audiência Pública para debater a violência contra a mulher no município.

A campanha Agosto Lilás em Chapada dos Guimarães foi marcada por uma Audiência Pública, realizada na última quarta-feira, 29/08, para debater sobre a violência contra a mulher. O evento foi promovido pela Prefeitura, em parceria com a Câmara Municipal. Conforme os dados apresentados pelas palestrantes, 66% das ocorrências registradas pela Equipe Psicossocial da Delegacia de Polícia Civil de Chapada dos Guimarães, são de crimes praticados contra as mulheres. Segundo o Sistema de Informações sobre Mortalidade, o aumento da violência é um fenômeno nacional, 13 mulheres são assassinadas por dia no Brasil. A cada cinco minutos uma mulher é agredida, conforme o Mapa da Violência 2012 – Homicídio de Mulheres.

Durante o evento, foi apresentada a proposta do projeto, assinado por todas as vereadoras da Câmara, para instituir o dia 6 de agosto como o Dia Municipal de Combate à Violência contra a Mulher, que recebeu o apoio público de todos os membros da mesa, composta pelo vereador e presidente da Câmara, Edmilson de Freitas (Bozó); vereadoras Aline Muniz e Michele Fátima; vereador Dudú; Conselheira do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Eliana Menacho; e pela prefeita Thelma de Oliveira.

A morte hedionda de Dona Maria Tereza da Silva Martins, conhecida como Dona Fia, no último dia 6 de agosto 2018, queimada pelo genro dentro do próprio carro, motivou a escolha desta data para instituir um marco de repúdio aos crimes cometidos contra mulheres em Chapada dos Guimarães.

Segundo justificativa do projeto, “ instituir o Dia Municipal de Combate à Violência contra a Mulher significa fixar um marco de repúdio contra o feminicídio em Chapada dos Guimarães. Um dia de luta contra a violência e impunidade, para que as vítimas não sejam esquecidas e os assassinos sejam punidos”.

Chapada dos Guimarães é um dos poucos municípios do Estado que formou o Núcleo Psicossocial para Casos de Violência contra a Mulher, atendendo recomendação da Secretaria de Segurança Pública, de formar núcleos de atendimento onde não há Delegacia Especializada para atender a mulher. A psicóloga, Flávia Baetta, e a assistente social, Luciana Amaso, foram as palestrantes que apresentaram o trabalho realizado pela Equipe Psicossocial da Delegacia de Policia Civil de Chapada dos Guimarães, de 2013 a 2017.

Dos 2499 atendimentos feitos pelo setor no período, 66%  foram de casos de violência contra mulheres, aumentando de 17, em 2013, para 120 em 2017.  Estima-se que esse número deve ser maior, já que muitas das agressões domésticas não são registradas na delegacia. A assistente social, Luciana Amaso, pontuou sobre a importância da criação do CAPS (Centro de Atenção Piscicosicial), a qualificação e sensibilização dos profissionais, e de políticas públicas que colaborem tanto no atendimento e  acompanhamento dos casos, como em prevenção. A prefeita Thelma de Oliveira destacou a importância do evento, e da união para fortalecer essa rede de atendimento, que já está atuando em favor das mulheres em Chapada dos Guimarães.

Na palestra que abordou a violência doméstica, a promotora de Justiça, Regilaine Magali Bernardi Crepaldi, indicou as possíveis soluções para diminuir o número de feminicídios e diversos atos de violência contra a mulher. Para isso, destacou a importância de políticas públicas e de educação de base. Ela citou como avanço a Lei 13.641/18, que tornou crime o descumprimento da medida protetiva. E também alertou sobre os fatores de risco, que são: histórico do agressor sobre agressão física anterior, uso de álcool, drogas e porte de arma de fogo.

Página 1 de 63

Prefeitura de Chapada dos Guimarães